Os NFTs (tokens não fungíveis) estão revolucionando o cenário de ativos digitais, fornecendo uma maneira fácil de representar a propriedade e provar a autenticidade de vários ativos digitais, seja arte digital, música ou vídeos. Se você está interessado em criar seu próprio NFT, este guia completo para iniciantes irá ajudá-lo a entender os conceitos básicos e os passos necessários para começar.

Os NFTs (tokens não fungíveis) estão revolucionando o cenário de ativos digitais, fornecendo uma maneira fácil de representar a propriedade e provar a autenticidade de vários ativos digitais, seja arte digital, música ou vídeos. Se você está interessado em criar seu próprio NFT, este guia completo para iniciantes irá ajudá-lo a entender os conceitos básicos e os passos necessários para começar.

O que é um NFT?

Os NFTs são ativos digitais que representam a propriedade de objetos únicos no mundo digital. Eles são armazenados em um livro-razão descentralizado e publicamente verificável, o que significa que não podem ser facilmente editados, copiados ou duplicados. Ao contrário das criptomoedas como Bitcoin e Ethereum, que são fungíveis (ou seja, podem ser substituídas umas pelas outras), os NFTs são únicos e têm um valor próprio.

Os NFTs proporcionam novas oportunidades de monetização para criadores e impulsionam a inovação e o crescimento das indústrias criativas. Eles permitem que artistas, músicos, desenvolvedores de jogos e qualquer pessoa com acesso à internet criem e vendam ativos digitais exclusivos.

Principais Casos de Uso para NFTs

Os NFTs têm sido aplicados em diversas indústrias, abrindo portas para novas possibilidades de uso. Aqui estão alguns dos principais casos de uso para NFTs:

Arte

A arte digital, incluindo imagens, peças interativas e até mesmo criações de inteligência artificial, pode ser tokenizada como NFTs. Isso permite que os artistas criem, vendam e rastreiem suas criações digitais.

Vídeos

Conteúdos em vídeo, como filmes, videoclipes musicais ou até mesmo trechos de esportes ao vivo, podem ser representados por NFTs. Isso permite que os criadores de vídeos alcancem um público global e monetizem seu trabalho.

Música

Da mesma forma, músicos e criadores de som podem tokenizar seu trabalho como NFTs. Agora, eles podem contornar intermediários e vender músicas, álbuns ou até mesmo ingressos para shows diretamente para seus fãs. Além disso, esses artistas podem decidir tornar esses itens únicos ou limitados.

NFTs de Jogos e Colecionáveis

Os NFTs também podem ser na forma de colecionáveis digitais, como cartas de troca, pets virtuais ou itens de jogos. Pela primeira vez desde o surgimento dos NFTs, sua escassez pode ser facilmente verificada e eles podem ser negociados de forma semelhante aos colecionáveis físicos. Alguns exemplos comuns de NFTs de jogos incluem moedas do jogo, personagens e itens como armas, armaduras e skins.

Quem pode criar NFTs?

Virtualmente qualquer pessoa com acesso à internet pode criar NFTs, graças à natureza aberta, descentralizada e acessível da tecnologia blockchain. A acessibilidade e democratização da tecnologia blockchain permitiram que artistas, músicos, desenvolvedores de jogos e praticamente qualquer pessoa crie e experimente com NFTs. No entanto, é importante ressaltar que a criação de NFTs requer algum entendimento das blockchains e do processo de criação de NFTs.

Como criar um NFT

Agora que você entende o básico dos NFTs e está interessado em criar o seu próprio, aqui estão os passos a serem seguidos:

Passo 1: Escolha uma blockchain

Escolha a plataforma blockchain na qual deseja criar seu NFT. Embora o Ethereum seja amplamente utilizado, existem várias opções adequadas, como BNB Chain, Cardano, Solana e EOS. Você pode começar pesquisando os requisitos específicos de cada plataforma, as taxas e as carteiras compatíveis antes de fazer sua escolha.

A blockchain escolhida manterá um registro permanente do seu NFT, por isso é importante escolher aquela que melhor atenda às suas necessidades. Lembre-se de que não é possível alterar sua escolha de blockchain uma vez que seu NFT for criado.

Passo 2: Configure uma carteira digital e financie-a com criptomoedas

Crie uma carteira de criptomoedas compatível com a blockchain escolhida para gerenciar seus NFTs e criptomoedas. Certifique-se de armazenar sua chave privada ou frase de recuperação de forma segura, pois perder qualquer uma delas pode resultar na perda de acesso à sua carteira e ativos.

Você também precisará comprar a criptomoeda nativa da blockchain escolhida para pagar as taxas de transação incorridas ao criar seu NFT. Você pode adquiri-la em uma exchange de criptomoedas ou por meio da sua carteira, dependendo de como ela funciona.

Passo 3: Escolha uma plataforma NFT

Escolha uma plataforma para criar seu NFT e verifique se ela é compatível com a blockchain e a carteira escolhidas. Atualmente, existem muitos marketplaces de NFT que permitem criar NFTs sem muita dificuldade. Além disso, alguns deles são marketplaces completos, que permitem tudo, desde a criação até a listagem e venda dos NFTs.

Passo 4: Crie seu NFT

As opções e etapas específicas para a criação de um NFT podem variar dependendo do marketplace de NFT escolhido. Portanto, é importante se familiarizar com a interface antes de criar um NFT. No entanto, você pode lembrar destas instruções gerais para criar um NFT em um marketplace de NFT:

  1. Conecte sua carteira: Procure a opção de conectar sua carteira digital no marketplace de NFT selecionado.
  2. Encontre a opção “criar NFT”: No marketplace, procure uma seção “Criar” ou “Mint” que o guiará pelo processo de criação do NFT. Isso geralmente inclui opções para fazer upload do arquivo de mídia, definir as características do NFT e fornecer informações adicionais.
  3. Criação do arquivo de mídia: As ferramentas para criação de um NFT podem variar dependendo do tipo de ativo digital que você deseja criar. Por exemplo, para criar arte digital, você deve procurar um software especializado para imagens, ilustrações ou animações.

Os artistas também podem usar software especializado que lhes permite criar e manipular objetos em 3D, adicionar texturas e materiais e exportar o modelo final no formato correto. Da mesma forma, os fotógrafos podem usar software de edição para aprimorar a imagem final. Ou, você até pode usar a IA no processo de criação de arte NFT usando apenas prompts de texto.

Certifique-se de usar os arquivos de mídia corretos, como JPG e PNG para arte digital e GLB para arte em 3D.

  1. Faça upload do arquivo de mídia: Faça o upload do arquivo de imagem, áudio, vídeo ou outro tipo de mídia que você deseja tokenizar como um NFT.
  2. Preencha os detalhes: Dê um nome e uma descrição ao seu NFT. Você também pode adicionar benefícios adicionais, como acesso a conteúdo exclusivo ou vantagens (como vídeos de tutoriais ou convites para grupos de chat fechados). Limitar o número de NFTs que podem ser criados também é uma opção popular, mas pode ou não ser adequada, dependendo do contexto.
  3. Crie seu primeiro NFT: Após fornecer todas as informações necessárias e decidir sobre as configurações (incluindo sua escolha de blockchain), clique no botão “Criar” ou “Mint”. A plataforma processará sua solicitação e seu NFT será criado.

Passo 5: Liste seu NFT para venda

Depois de criar seu NFT, ele pode não ser automaticamente listado para venda. Se você deseja vendê-lo, encontre a opção de listar seu NFT no marketplace e defina o preço desejado e outros termos. Essa etapa é opcional, mas permitirá que você promova e monetize melhor sua criação.

Quanto custa criar um NFT?

Existem vários custos associados à criação de um NFT, principalmente relacionados à rede blockchain na qual ele é criado. Por exemplo, ao criar um NFT, é necessário pagar uma taxa de transação para a rede blockchain processar e validar sua transação. Essas taxas são pagas na criptomoeda nativa da rede e podem variar dependendo da congestão e da demanda da rede.

Da mesma forma, alguns marketplaces de NFT cobram uma taxa para criar um NFT. Essa taxa pode ser um valor fixo ou uma porcentagem do preço de venda do NFT. Se você vender seu NFT em um marketplace, também poderá estar sujeito a taxas ou comissões da plataforma.

Por fim, assim como os custos de armazenamento de arte tradicional, os NFTs podem incorrer em custos de armazenamento digital. Ao planejar a criação de um NFT, você deve considerar o custo de hospedar e armazenar seu conteúdo usando um serviço de armazenamento centralizado ou descentralizado.

Como definir o preço do seu NFT

O preço de um NFT depende de fatores como raridade, utilidade, reputação do criador, apelo estético, narrativa e envolvimento da comunidade. Existem algumas etapas práticas que você pode seguir para determinar o preço certo para o seu NFT. Primeiro, avalie sua singularidade e uso funcional dentro dos ecossistemas virtuais.

Em segundo lugar, compare seu NFT com outros semelhantes e pesquise as tendências atuais do mercado. Por exemplo, você pode usar os preços mínimos de NFTs de coleções semelhantes como referência para determinar um preço inicial razoável para o seu próprio NFT, garantindo que ele esteja posicionado de forma competitiva.

Lembre-se, no entanto, que precificar um NFT é uma arte e uma ciência. Portanto, você deve estar aberto a revisar os preços com base no feedback da comunidade e nas condições do mercado. Consultar outros criadores de NFT também pode fornecer insights valiosos – a criptomoeda tem uma forte presença comunitária, então não será difícil encontrar pessoas dispostas a ajudar.

Direitos autorais e roubo de conteúdo NFT

Os direitos autorais se aplicam aos NFTs da mesma forma que se aplicam a qualquer outra obra criativa, e usar o trabalho de outra pessoa sem permissão pode ter consequências legais. Portanto, para minimizar o risco, o criador deve garantir que ele tenha o direito de usar o conteúdo para os NFTs.

A melhor maneira de se proteger e proteger seus NFTs é garantir o direito de usar o conteúdo para os NFTs. Em outras palavras, o criador deve ser o proprietário dos direitos do conteúdo ou ter permissão do criador original.

Roubar o trabalho de outra pessoa não apenas coloca você em risco de consequências legais, mas também prejudica o criador original. Portanto, é importante respeitar o trabalho de outras pessoas e obter permissão adequada antes de usar qualquer coisa que não seja sua para criar um NFT.

Conclusão

Os NFTs oferecem um mundo de possibilidades para criadores e colecionadores de ativos digitais. Criar um NFT está se tornando cada vez mais acessível, permitindo que mais pessoas entrem no movimento e explorem sua tecnologia subjacente. No entanto, é importante lembrar que a criação bem-sucedida de um NFT envolve mais do que apenas criar um ativo digital que as pessoas desejam ver e usar – também requer compreensão de fatores como custo e avaliação.

Agora que você tem uma compreensão básica de como criar um NFT, sinta-se à vontade para explorar mais sobre o assunto e mergulhar nesse novo mundo digital de possibilidades.

Atualizado em by Forex Digital
icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Risco de Perda de Capital
Registro Rápido

Corretora regulamentada. Conta Demo com $10.000 em fundos virtuais Grátis!

92%
Pontuação de Confiança

Ganhe $10.000 Virtuais Ilimitados! Depósito Inicial Não é Necessário.

icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Pontuação de Confiança
icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Pontuação de Confiança
icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Risco de Perda de Capital
Pontuação de Confiança
Os NFTs (tokens não fungíveis) estão revolucionando o cenário de ativos digitais, fornecendo uma maneira fácil de representar a propriedade e provar a autenticidade de vários ativos digitais, seja arte digital, música ou vídeos. Se você está interessado em criar seu próprio NFT, este guia completo para iniciantes irá ajudá-lo a entender os conceitos básicos e os passos necessários para começar.
banner image