Feriado para celebrar o funeral do presidente iraniano Ebrahim Raïssi. De acordo com a televisão estatal, dezenas de milhares de iranianos reuniram-se na manhã de quarta-feira no centro de Teerão para prestar uma última homenagem ao seu presidente, morto no domingo num acidente de helicóptero. Os residentes de Teerão receberam mensagens nos seus telemóveis apelando-lhes

Feriado para celebrar o funeral do presidente iraniano Ebrahim Raïssi. De acordo com a televisão estatal, dezenas de milhares de iranianos reuniram-se na manhã de quarta-feira no centro de Teerão para prestar uma última homenagem ao seu presidente, morto no domingo num acidente de helicóptero.

Os residentes de Teerão receberam mensagens nos seus telemóveis apelando-lhes para “comparecerem ao funeral do mártir”. Agitando retratos do falecido presidente e bandeiras iranianas, multidões se reúnem em torno da Universidade de Teerã, no centro.

O líder supremo da República Islâmica, o aiatolá Ali Khamenei, deverá conduzir pessoalmente a oração durante a cerimónia de despedida de Ebrahim Raïssi e das outras sete pessoas, incluindo o chefe da diplomacia Hossein Amir-Abdollahian, mortos no acidente. Ao final da oração, as procissões devem convergir para a Praça Enghelab, no centro da cidade.

O líder do Hamas e número 2 do Hezbollah presente

Vários países estrangeiros, como a Rússia, a Turquia e o Iraque, anunciaram que estarão representados no funeral, mas não a nível de chefes de Estado. O líder político do movimento islâmico palestino Hamas, Ismaïl Haniyeh, participou da cerimônia, assim como o número dois do Hezbollah, Naïm Qassem.

Os funerais são organizados segundo a tradição de grandes reuniões que marcaram os primeiros 45 anos da República Islâmica, como a que se seguiu à morte do general Qassem Soleimani, alto oficial militar morto por um ataque americano no Iraque em 2020.

Nosso arquivo sobre o Irã

Programado para durar até quinta-feira, o funeral começou terça-feira em Tabriz, a grande cidade do noroeste perto de onde ocorreu o acidente. Os oito caixões cobertos com a bandeira iraniana foram então transferidos para a cidade sagrada de Qom, ao sul da capital, onde uma enorme multidão assistiu à cerimónia.

O falecido presidente, cujos enormes retratos foram pendurados em locais públicos das principais cidades, será enterrado quinta-feira em Mashhad (nordeste), sua cidade natal.

Fonte: Agências de Notícias

Atualizado em by Michele Paris
Registro Rápido

Olymp Trade oferece Forex e negociação por tempo fixo. Conta Demo com $10.000 em fundos virtuais.

100%
Pontuação de Confiança

Ganhe $10.000 Virtuais Ilimitados! Depósito Inicial Não é Necessário.

icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Pontuação de Confiança
icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Pontuação de Confiança
icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Risco de Perda de Capital
Pontuação de Confiança
Feriado para celebrar o funeral do presidente iraniano Ebrahim Raïssi. De acordo com a televisão estatal, dezenas de milhares de iranianos reuniram-se na manhã de quarta-feira no centro de Teerão para prestar uma última homenagem ao seu presidente, morto no domingo num acidente de helicóptero. Os residentes de Teerão receberam mensagens nos seus telemóveis apelando-lhes
banner image